Obras Publicadas

Usina Siderúrgica no Ceará
Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Serviços Gráficos, 2007

Com a frustada implantação da Refinaria em nosso Estado, a Usina Siderúrgica passou a constituir anseio geral de todos os segmentos sociais, significando a grande alternativa para a aceleração do nosso crescimento econômico e bem estar social.

A Ceará Steel, com a participação de grupos coreano e italiano, foi estruturada para transformar-se no grande pólo de expansão de reconhecidas potencialidades, tenho como cenário o Complexo Portuário do Pecém.

A elevação de preços do gás boliviano passou a ser alegada para obstaculizar o portentoso empreendimento, compelindo o governador Cid Gomes e a nossa representação no Congresso a uma arregimentação mais aguerrida junto ao próprio Presidente da República, cujo reiterado compromisso foi alardeado em sucessivos pronunciamentos, o último dos quais no município de Crateús, diante de algumas milhares de coestaduanos.

Agora, depois da entrega ao Planalto, de documento formal de deputados e senadores, confia-se em que os empecilhos sejam removidos, com a concrtização de importante obra.

Os discursos documentação correlatada integram o presente opúsculo, que passa a ser um marco de elogiável articulação com vistas a tornar realidade uma aspiração oportuna e legítima.

Tudo indica que, nas próximas horas, a almejada solução será apontada como irreversível, num reconhecimento ao esforço despendido por quantos lutam para que o Nordeste reconquiste maiores espaços no contexto de desenvolvimento do País.

Por isso, afirmei que a Siderúrgica é postulação inarredável, como exigência de um Estado que merece o aquinhoamento ora reividicado com tanto empenho e reconhecida justeza.

 

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados