Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES
NA SESSÃO REALIZADA EM 02 DE MARÇO DE 2009

SENHOR PRESIDENTE
SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

Iniciaram-se, ontem, as comemorações alusivas ao centenário do poeta Antônio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré, a ocorrer no próximo dia 5, em meio a homenagens tributadas a genial criatividade de um sertanejo rude, cujo talento fulgurante o notabilizou como uma das maiores expressões da cultura popular brasileira.

A região do Cariri, numa mobilização de que se incumbe a Universidade Estadual ali instalada, acha-se motivado ao magno evento, em relembrança àquela figura lendária, alvo, hoje, de estudos em algumas Universidades no Exterior.

No elenco de suas produções improvisadas inserem-se estes versos, muito bem articulados, que continuam a ser cantados em todo o Nordeste:

“Seu doutor só me parece
Que o Senhor não me conhece
Nunca soube quem sou eu
Nunca viu minha paioça
Minha muié minha roça
Nem os fios que Deus me deu”.

A Secretaria de Cultura, tendo à frente o titular Auto Filho, elaborou vasta programação, num esforço destinado a atual geração a fim de reverenciar um homem modestíssimo, o qual se transformou em autêntica legenda de sensibilidade para cantar as glórias de gente sofrida e desassistida do Poder Público.

Recordo, com profunda saudade, que na primeira campanha majoritária ao Senado, de que participei em 1974, Patativa subiu ao meu palanque e glosou, de improviso, uma música de extraordinário conteúdo imaginativo.

O Professor Plácido Cidade Nunes, magnífico Reitor da URCA, tornou-se profundo conhecedor da obra do saudoso conterrâneo, lembrado, também, em outras cidades do Nordeste, editando o livro: “Patativa do Assaré e o Universo Fascinante do Sertão”.

Por sua vez, na Sorbonne, em Paris, sob a coordenação do professor Raymond Cantel, a obra de Patativa vem-se constituindo objeto de estudo na cadeira de Literatura Popular Universal, pondo em relevo a genialidade do inesquecível Poeta, identificada em toda a vasta produção como interprete dos sentimentos da comunidade sertaneja.

Em nome da bancada cearense, reverencio o notável Patativa do Assaré, convicto de que, mesmo na condição de homem rude, soube projetar-se diante dos nossos compatrícios.


MAURO BENEVIDES
 Deputado Federal

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados