Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES
NA SESSÃO DE 09 DE MAIO DE 2007

 


SENHOR PRESIDENTE
SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 


Durante Assembléia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, vem de ser eleito seu presidente, por consagradora votação, o recém nomeado Arcebispo de Mariana, DOM GERALDO LIRIO ROCHA, atualmente, ainda, desempenhando as elevadas funções à frente da Diocese de Vitória da Conquista, na Bahia, quando ali empreendeu proficiente ação pastoral, voltada aos mais carentes, que permanecem à margem do perverso mosaico social predominante entre nós.
Utilizando urnas eletrônicas, o pleito decorreu em meio à mais absoluta normalidade, tendo o vitorioso alcançando 255 sufrágios, em um total de 276 dos presentes ao magno Encontro.
Destaque-se que a decisão ocorre às vésperas da chegada ao País de Sua Santidade, Bento XVI, que presidirá, entre nós, uma reunião do CELAM, congraçando prelados da América Latina, quando importantes diretrizes deverão ser adotadas, com vistas a reorientar os rumos da Igreja no Continente.
Nas primeiras declarações prestadas à imprensa, após a sensibilizadora escolha,  DOM GERALDO LÍRIO afirmou, textualmente, que “a CNBB nunca se regou a conversar com ninguém do governo, até mesmo nos momentos mais difíceis do período militar. Ela sempre esteve aberta a esse diálogo e manteve a sua total liberdade para dizer NÃO quando achou que sua posição seria essa”.
Dentro, portanto, de tal posicionamento, a CNBB manter-se-á fiel aos seus princípios e a tradição que há seguido ao longo de fecunda existência, assinalada por iniciativas de larga repercussão entre nós.
Recordo que, quando da anunciada abertura “lenta e gradual” coordenada, no governo Geisel, pelo saudoso Petrônio Portela, os bispos foram convidados a participar do diálogo com a sociedade, despontando, na ocasião Dom Luciano Mendes de Almeida, então como um dos mais prestigiosos Antístites, com marcante atuação junto aos religiosos e ao laicato, por atitudes firmes e serenas que sempre o caracterizaram.
Registro, pois, a eleição de Dom Geraldo Lírio, ao mesmo tempo em que auguro um desempenho à altura das novas responsabilidades como presidente da CNBB, num instante em que a presença de BENTO XVI muito significará em relação ao futuro da Igreja no Brasil e demais países da América Latina.
Ele possui clarividência e descortino bastantes para o cabal cumprimento dessa árdua missão, particularmente porque haverá de receber do Santo Padre o aconselhamento a fim de que ainda mais proficientemente atende aos pesados encargos, dirigindo os eminentes colegas de Episcopado.


MAURO BENEVIDES
Deputado Federal

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados