Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES
NA SESSÃO REALIZADA EM 09 DE MARÇO DE 2009




SENHOR PRESIDENTE
SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:




Uma natural expectativa domina os círculos financeiros do País quanto ao anúncio do Produto Interno Bruto no último trimestre de 2008, com dados analíticos que permitirão exame detido da real situação vivenciada no Brasil, após a deflagração em setembro passado, da crise que vem abalando as principais economias do mundo.

Como as previsões não são otimistas, há quem vaticine um panorama de discreta retração, a exemplo do que ocorre em outras Nações, embora o governo empenhe-se em manter um significativo ímpeto de investimentos, particularmente naquilo concernente às obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), gerenciado pela Ministra Dilma Rousseff, em nome do Poder Executivo, a exemplo do que fez, recentemente, em Pernambuco e na Bahia.

Neste quadro de perplexidade, deverá reunir-se o Comitê de Política Monetária a fim de estabelecer a nova Taxa Selic, esperando-se que a conjuntura imponha uma redução mais significativa, conforme admitem qualificados estudiosos da conjuntura econômico-financeira do País.
O Ministro Henrique Meireles, por seu turno, deve acompanhar o ritmo dos acontecimentos, debruçando-se reação do Primeiro Mandatário ensejando a que o Brasil permaneça incólume a essas graves oscilações.

Há mesmo os que acreditam em diminuição capaz de situar-se em torno de 1,5% pelo menos, como estimulo aos demandantes dos bancos, obterão financiamento em condições mais favorecidas, capazes de emprestar normalidade às atividades empresariais.

A minha presença, pois, na tribuna objetiva conclamar o COPOM para uma tomada de posição, compatível com a realidade emergente, a qual reclama tal medida, estimuladora da ação profícua da indústria, agricultura e comércio nacional.

O próprio Chefe da Nação acompanha a evolução das providencias do Banco Central, na esperança de que todos reajam positivamente com vistas a afastar-nos de uma situação recessiva, prejudicial aos projetos de expansão e bem estar social.


MAURO BENEVIDES
 Deputado Federal

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados