Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES
NA SESSÃO DE 15 DE MAIO DE 2007

 


SENHOR PRESIDENTE
SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 


Comemora-se, hoje, em todo o País o transcurso do Dia do Assistente Social, em meio a uma programação levada a efeito pelas entidades da prestigiosa classe, objetivando realçar o CINQUENTENÁRIO da regulamentação de uma profissão que se há imposto à admiração e ao reconhecimento dos variados segmentos da coletividade brasileira.
Hoje, a Secretária Executiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Márcia Gomes, em artigo publicado no Jornal do Brasil, ressalta a significação do magno evento, reportando-se à atuação de todos quantos se hão dedicado ao desempenho profissional, quer em entidades públicas ou privadas, num esforço para servir devotadamente às classes mais carentes e desassistidas, disseminadas no território nacional.
Aliás, a articulista enfatiza, com a mais absoluta justeza, que “ser assistente social é rebelar-se contra a história do predomínio da indiferença e, ao olhar para o passado, construir no presente”.
Procurando pôr em evidência as atribuições primordiais dos que se dedicam à respectiva atividade, Márcia Lopes preleciona, sapientemente, que “o compromisso com os interesses da população usuária não se realiza sem competência técnica, ética e política”.
Recordo, por oportuno, que, ainda da década de cinqüenta, o então Arcebispo de Fortaleza, Dom ANTÔNIO DE ALMEIDA LUSTOSA patrocinou a instalação de uma Escola de Serviço Social, posteriormente encampada pela Universidade Estadual, no contexto de visão antecipada do que haveria ser a carreira que hoje é proclamada como indispensável para a correta aferição das condições de vida de diversos estamentos da nossa comunidade.
A efeméride, portanto, haveria de merecer preeminência a que ora pretendo emprestar-lhe, num reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao País, nestas cinco décadas de febricitante mobilização em defesa de princípios basilares que buscam a correção das disparidades que perduram perversamente, apesar das políticas públicas postas em prática através da União, Estados e Municípios.
Homenageio, pois, com este pronunciamento, os Assistentes Sociais do País, especialmente os que mourejam no Estado do Ceará, todos empenhados em cumprir os seus respectivos encargos, com dedicação e civismo.


MAURO BENEVIDES
Deputado Federal

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados