Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES

NA SESSÃO DE 26 DE FEVEREIRO DE 2013

 

 

SENHOR PRESIDENTE

SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 

 

Transcorreu, no último sábado, o Centenário de fundação do tradicional Colégio Cearense do Sagrado Coração, por cujas salas de aulas passaram sucessivas gerações de coestaduanos, sob orientação da Congregação Marista, que tinha como grande inspirador o Beato Marcelino Champagnat.

Por aquele tradicional estabelecimento educacional, hoje restrito à área de ensino superior, passaram alguns milhares de discentes, entre os quais me incluo, juntamente com os meus descendentes, todos reconhecidos ao aprendizado haurido naquela Casa de Cultura.

Mencione-se, por oportuno, que a Faculdade Católica de Filosofia, funcionando à noite na sede daquele prestigioso educandário, teve como seu primeiro diretor o Irmão Guy Maurice, depois sucedido pelo Irmão Anísio Mosca de Carvalho.

Preocupado em despertar no alunado o encarreiramento na área literária, ali funcionou, durante longo período o Grêmio José de Alencar, centro de tertúlias memoráveis, focalizando os autores mais em voga na literatura e outros ramos do conhecimento.

Ao concluir o Curso Cientifico, na então prevalecente estrutura curricular, buscaremos, pela via de rigoroso vestibulares e acesso às diversas Faculdades, dentro das aptidões vocacionais pertinentes a futuros universitários.

Por imperativo dever de reconhecimento, não poderia deixar de mencionar o ex-diretor e Mestre qualificado, Irmão Urbano Gonzales, que dedicou a sua existência à formação da juventude, projetando-se em nosso Estado por sua presença em todos os acontecimentos sociais de real magnitude.

Recordando, como ora o faço, o magno evento, testemunho, em nome de sucessivas gerações, o preito de gratidão à Congregação Marista pelo valoroso concurso propiciado ao desenvolvimento sociocultural de nossa Unidade Federada.

É de lastimar que, na década passada, aquela vetusta Casa do Saber haja encerrado as suas atividades em Fortaleza, deixando um vácuo no mosaico educacional, embora com a relembrança inapagável de expressivo contributo emprestado à expansão de nossa estrutura educacional.

Pelo menos a Faculdade ali prossegue, preparando profissionais competentes para os desafios do quotidiano, cada qual na esfera de sua respectiva inclinação vocacional.

Por imperativo histórico, ressalte-se que os seus fundadores, no Ceará, foram os Sacerdotes diocesanos Cônego Misael Gomes, Monsenhor José Quinderé e Padre Climério Chaves, aos quais se tributa, também, preito de inapagável gratidão.  

 

                    MAURO BENEVIDES

                    Deputado Federal

 

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados