Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES

NA SESSÃO DE 01 DE ABRIL DE 2013

 

 

SENHOR PRESIDENTE

SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 

 

Neste final de semana, a imprensa especula que o Banco Central terminará por acrescer a Taxa Selic, como forma de conter a inflação, item fundamental para garantir a nossa estabilidade e permitir que, no corrente exercício, possamos obter a elevação do Produto Interno Bruto, para alcançar um percentual que melhor nos posicione no contexto internacional.

O próprio titular do BACEN, Alexandre Tombini, já insinuou implicitamente, ser inevitável rever os juros, o que há trazido desencontro com declaração de figuras do alto escalão governamental, numa matéria que a Presidente da Republica faz questão de acompanhar, em todos os mínimos detalhes.

A entrevista por ela concedida em Dubran, quando do Encontro com os Bric,s, o tema teria sido abordado sem maior clareza, o que ensejou o Planalto a emitir nota esclarecedora, chancelada pelo próprio Ministro, em seguidas declarações à mídia que cobria o evento, especialmente o FINANCIAL TIMES, de Londres, muito acreditado dentro e fora do Continente Europeu.

Há, porém, esperança de que a almejada estabilidade seja mantida severamente, dando lugar a que o Produto Interno Bruto possa ultrapassar a casa dos 3%, bem mais justo do que o anunciado, em fevereiro, para o exercício anterior, o que causou frustração em todos os mercados, os quais sempre viram a nossa Nação como das mais economicamente fortalecidas, sob a égide da presente gestão.

Com as vistas voltadas para a expansão das atividades produtivas, a titular do Planalto acha-se disposta a enfrentar as adversidades de uma conjuntura incerta, dentro de rumos que não impeçam a decantada estabilidade financeira.

  Em Fortaleza, amanhã, é bem possível que a Primeira Magistrada infunda dose de otimismo aos participantes do Encontro que comandará, ao lado dos governadores nordestinos, no atendimento de uma pauta direcionada para as medidas de socorro às vitimas da intempérie climática que ali se abateu desde o ano passado, considerada a mais impiedosa nas ultimas quatro décadas.

    

                                       MAURO BENEVIDES

                              Deputado Federal

 

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados