Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES

NA SESSÃO DE 01 DE ABRIL DE 2013

 

 

SENHOR PRESIDENTE

SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 

 

Prosseguindo na linha de desoneração tributária, como fórmula concreta de incentivar o consumo, o governo acaba de prorrogar, até o final do exercício, beneficio concedido às montadoras do Pais, o que, aliás, já vinha ocorrendo, sob aplausos da indústria e de outros favorecidos, como no passado recente ocorria, em relação à chamada “linha branca”.

O próprio Ministro Guido Mantega incumbiu-se de transmitir, em nome da nossa Presidente da República, a deliberação governamental, na convicção de que, com essa e outras decisões a serem assentadas, iremos alcançar a meta programada este ano, para o Produto Interno Bruto, que se aproximará dos 3,5%, conforme previsões de fontes autorizadas, encarregadas de processar estudos em área nevrálgica para a Nação brasileira.

Menciona-se por oportuno, que, apesar de tais benefícios, o nosso PIB, referente ao passado exercício, foi bastante inferior às especulações oficiais, seguidamente anunciadas, o que resultou frustrante para todos nós, com reflexos inevitáveis junto aos nossos parceiros internacionais, especialmente os integrantes do chamado BRIC,s, ou sejam Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Para oferecer maior relevância à versão enfatizada, foi o titular da Pasta fazendária que se propôs a noticiar a versão, cuja repercussão foi reconhecidamente alentadora, esperando-se que a mesma se reflita, decisivamente, no esforço levado a cabo pelas autoridades do Poder Executivo.

Enquanto isso, sabe-se que o Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, chegou a admitir um pequeno acréscimo na Taxa Selic, como forma de conter a inflação, sobretudo após as versões desencontradas em torno da entrevista da Primeira Magistrada, em Dubran, explorada por parte da mídia internacional e contestada, dentro de sua verdadeira concepção, atreves da Secretaria de Comunicação do Planalto, restabelecendo o real pensamento da gestora maior do Brasil.

Confia-se, pois, em que prorrogação do aludido imposto, acarrete maior impulso na venda de veículos, permitindo-se um ritmo mais acelerado na transação de automóveis, por meio de diversas montadoras beneficiadas pela oportuna concessão no âmbito fiscal do Pais.    

                                       MAURO BENEVIDES

                              Deputado Federal

 

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados