Discursos

DISCURSO PROFERIDO PELO DEPUTADO MAURO BENEVIDES

NA SESSÃO DE 03 DE SETEMBRO DE 2013

 

 

SENHOR PRESIDENTE

SENHORAS E SENHORES DEPUTADOS:

 

Na reunião do G-20, nesta quinta-feira, na cidade de São Petersburgo, na Rússia, o Brasil far-se-á representar pela própria Presidente Dilma Rousseff e o seu Ministro da Fazenda, Guido Mantega, as quais discutirão questões ligadas à atual conjuntura, com avaliações do presente panorama e suas respectivas repercussões no contexto das demais Nações, sob angulações diversificadas sem excluir a esfera do Euro, quando a gradual recuperação começa a apontar para efetiva normalização, graças à solidariedade do Fundo Monetário e outros organismos que passaram a atuar no nevrálgico setor favorecendo, notadamente, a Grécia, Portugal, Itália e Espanha.

Por outro lado, os Países componentes do chamado BRIC’S aproveitarão para acertar detalhes em torno de um Banco de Desenvolvimento, com capital de 50 bilhões, num esforço para coadjuvar o processo de expansão dentro de objetivos assemelhados aos do FMI.

É possível que, ali, a Presidente Dilma Rousseff e o titular da Chefia do Executivo mexicano troquem ideias sobre a questão da espionagem, de que foram vítimas, tema que obteve generosos espaços na mídia, ensejando, entre nós, reunião de nossa Primeira Magistrada com sete de seus Ministros, à frente os ocupantes da Pasta da Justiça, José Eduardo Cardoso e das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo Machado, ambos externando justificada indignação dos fatos mencionados internacionalmente, comprometendo o nosso relacionamento, sempre amistoso, com a gestão de Barack Obama.

No encontro de dois dias, as maiores potências deverão abordar as recentes oscilações de moedas, trazendo descompassos a Países como o nosso, quando o dólar, em torno de 2,4 reais, ocasionou desfavorecimento em nossa balança de pagamentos, com elevados prejuízos para os importadores, com reflexos em constantes desequilíbrios na Bolsa de Valores.

Sabe-se que a Presidente Dilma estará, nos próximos dias, em Nova York para a abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, mantendo tradição que se iniciou, em 1948, com o saudoso Osvaldo Aranha e sequenciado, a partir de então, por todos os titulares do Poder Executivo Federal.

Empresta-se ao Encontro do G-20 justificada relevância, pois haverão de prevalecer dados positivos para a condução de políticas públicas de entrelamento entre os integrantes do portentoso colegiado.

MAURO BENEVIDES

Deputado Federal

Mauro Benevides © 2011 Todos os direitos reservados